Isaac Israeli

  ABU YA'KUB ISHAQ IBN SULAIMAN AL-ISRA'ILI (Isaac Israeli ou Isaac Iudeus)

                                                            Por Cecilia Cavaleiro

      Isaac ben Solomon Israeli nasceu no Egito cerca de 850. Acredita-se que tenha vivido mais de uma centena de anos, pois veio a falecer em Kairouan, cerca de 950. Estudou medicina, astronomia, filosofia, matemática e história natural. Trabalhou principalmente como médico, entrando em 904 para a corte de Ziyadat Allah. Mas, sua fama cresceu quando da ascensão do califado fatímida em 909, quando o califa 'Ubaid Allah al-Mahdi solicitou seus serviços. Neste período, escreveu uma série de obras médicas que foram estudadas e respeitadas tanto entre os cristãos quanto sob o domínio islâmico. Traduzidas ao latim em 1087 pelo monge Constantino de Cartago, foram apresentadas pelo tradutor como obras suas, vindo a ser atribuídas a seu verdadeiro autor somente em 1515.

 
No plano filosófico, Israeli é considerado o primeiro neoplatônico judeu medieval. Seu pensamento filosófico foi amplamente influenciado pelas obras de Al-Kindi e pelo tratado neoplatônico pseudoepigráfico escrito em árabe, e traduzido ao hebraico por Ibn Hasday, cujo original foi perdido, e ficou conhecido como “O Neoplatônico de Ibn Hasday”. Apesar de ser considerado um filósofo pouco original, mantém importantes divergências para com estas fontes, que fazem com que possamos denominá-lo propriamente um filósofo e não o autor de meras paráfrases. Sabemos que era também um exegeta, tendo nos chegado ao menos seu comentário ao Genesis. Há controvérsias sobre a atribuição a este autor também de um comentário ao Sefer Yetsirah.

Contemporâneo de Saadia al-Fayyumi (Gaon), chegaram a trocar alguma correspondência, mas as divergências filosóficas distanciaram estes dois autores judeus.

 

Comments