Rebocadores‎ > ‎

Neiva P56R Paulistinha

 
A idéia de adaptar o monomotor P56 Paulistinha para a missão de reboque de planadores data de 1956, quando foi testada a versão P56D. Naquela época, porém não houve interesse maior por parte do Ministério da Aeronáutica.
 
Quinze anos depois a falta de aviões rebocadores havia atingido proporções realmente sérias, devido ao crescente número de planadores em uso. Como as verbas eram limitadas para a compra de rebocadores novos,  a solução encontrada foi adaptar aeronaves Piper J3 e P56 para a nova tarefa, missão essa contratada a diferentes oficinas. No caso do Paulistinha foram então seguidas quase que exatamente antes propostas para p P56D: Motor de 150Hp, reforço estrutural e gancho traseiro de reboque. Mas houve melhorias como adaptação na cabine de um pequeno rádio transmissor e a troca de alguns dos instrumentos originais por outros mais modernos.
 
Informações Técnicas
Motor: 150 Hp
Rotação máxima: 2700 rpm
Fator de carga máximo de manobra: 3,8g
Peso máximo de decolagem: 660 Kg
Velocidade de Estol: 62 Km/h
Velocidade nunca exceder VNE: 220 Km/h
Velocidade de melhor razão de subida em reboque: 105 Km/h
Distância de decolagem com peso máximo: 170m com obstáculo de 15m no final da pista
Autonomia: 3,1 horas
Comments