Planadores‎ > ‎

P1

 
Foi lançado em setembro de 1995, durante a convenção anual da Associação Brasileira de Vôo a Vela (ABVV), o projeto do Planador Biplace de Treinamento P1 coordenado pelo engenheiro Ekkehard Carlos Fernando Schubert, professor convidado da disciplina PRJ-10, do curso de Engenharia Aeronáutica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).
 
A construção do primeiro protótipo do Planador teve início em 1996 na empresa TECSIS, em Sorocaba (SP). Um ano depois, obtida a autorização do Centro Técnico Aerospacial (CTA), as atividades foram transferidas para o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), laboratório ASA-L; e, desde fevereiro de 2001 os trabalhos estão sendo desenvolvidos na Divisão de Engenharia Aeronáutica do ITA. O primeiro vôo foi realizado no ano passado e, no momento, como informou Schubert, “estão sendo realizadas, com o envolvimento de alunos do curso de engenharia aeronáutica, a otimização estrutural e a preparação do processo de certificação, incluindo ensaios estruturais em vôo e documentação técnica.
 
Até o momento foi investido um total de US$ 167.300,00 – US$ 87.000,00 de participação em cotas de sócios do Brasil, o equivalente a US$ 65.800,00 em serviços prestados voluntariamente pelos sócios e US$ 14.500,00 doados por empresas privadas como a Trumph, Embraer, Neiva, e Ciba. Estima-se em US$ 150.000,00 o investimento ainda necessário para que o Planador P1 possa ser produzido em escala comercial, o que inclui a construção de um segundo protótipo, ensaios estruturais, ensaios em vôo e certificação.
 
Mesmo com uma concepção de construção simples e robusta, com características de vôo convencionais e seguras, o P1 tem como premissa o conforto e a segurança de seus tripulantes. O seu desempenho é superior aos demais modelos de planador, sendo que o P1 objetiva servir para treinamento, competição e passeio convencional. A previsão de mercado, no Brasil, é de cinqüenta exemplares, a um custo de US$ 45.000,00 por unidade.
 
O Planador Biplace de Treinamento P1 é de comando duplo, tendo os sistemas de pilotagem todos duplicados, com isso os dois tripulantes têm acesso ao sistema de comando da aeronave. Apresenta média performance e é inteiramente construído em plástico reforçado com fibra de vidro (PREFV). As asas são de tamanho médio, sem flap, com freios aerodinâmicos do tipo “Schem Hirt” localizados no extradorso da asa; a sua empenagem é em “T” e o seu trem de pouso fixo.
 
O P1 em seu primeiro vôo (03/03/2002).
 
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 
  • Planador biplace, duplo comando, para treinamento, competição e passeio, convencional, rebocável por avião ou guincho, de média performance, inteiramente construída em Plástico Reforçado com Fibra de Vidro (PRFV).
  • Todas as soluções adotadas são convencionais e de resultados comprovados
  • O projeto é desenvolvido de acordo com o JAR 22, categoria Utilidade
  • Dois tripulantes em tandem, defasados em altura, duplo comando
  • Asa média, sem flap
  • Freios aerodinâmicos do tipo "Schemp Hirt" no extradorso da asa
  • Empenagem em "T"
  • Trem fixo 
 
 
DIMENSÕES
  • Envergadura: 16,5 m
  • Comprimento: 8,3 m
  • Altura: 1,74 m, com a cauda no chão.
  • Área da asa: 16,01 m2.
     
FATORES DE CARGA MÁXIMOS
  • Positivo: +5,78, rajada
  • Negativo: -3,55, rajada
PESOS E CARGA ALAR
  • Peso vazio: 322 Kg
  • Peso máximo: 512 Kg
  • Carga alar mínima: 24,5 Kg/m2
  • Carga alar máxima: 32,0 Kg/m2
PERFORMANCE
  • Vstall : 70 km/h
  • VMAX. reboque : 140 km/h
  • Vmanobra : 156 km/h
  • VMAX. turbulência : 156 km/h
  • VNE: 210 km/h.
  • Mínimo afundamento: 0,6 a 0,7 m/s
  • Razão máxima de planeio: 1:33 
 Fotos dos ensaios estáticos.

 

 

 
As formas "arredondadas" do P1 foram inteiramente ditadas por motivos aerodinâmicos e técnicos.
 
 
 
 
  
 
   

Ensaio empenagem horizontal do P1

Comments