Al-Qirqisani (o caraíta)

Abu Yusuf Yaqub Al-Qirqisani, filósofo e exegeta caraíta (1ª. metade do século X). Nativo de Circassia, de onde se origina seu nome, viajou pelo Oriente aprendendo nos grandes centros de estudos do mundo islâmico. Sua obra principal ficou conhecida como Kitab al-Anwar (O livro das Luzes). Originariamente escrita em árabe em 937 e intitulada Kitab al-Anwar wal-Marakib, foi traduzida ao hebraico como Sefer Ha-Me’orot, ou Sefer ha-Ma’or e leva como subtítulo Kitab al-Shara’i (Sefer Mitzvot Gadol), por sua dedicação aos preceitos judaicos (mitzvot). Atribui-se a ele também um comentário intitulado Al-Riyad wa-l-Hada’ik (Sefer ha-Gannim ve-Pardesim, ou Sefer ha-Nizzanim), sobre as passagens do Pentateuco que não tratam diretamente das leis, o qual completaria o subtítulo acima mencionado. Alguns estudiosos, como Harkavy acreditam, a partir de referências de outros autores medievais, que Qirqisani tenha traduzido a Bíblia ao árabe, além de ter escrito comentários também ao Livro de Jó e uma obra sobre a unidade de Deus, Kitab al-Tawhid.

Composto em 13 tratados divididos em capítulos, o Kitab al-Anwar oferece muitas informações sobre os Caraítas, como também sobre o desenvolvimento das seitas judaicas em geral. Os quatro primeiros capítulos são uma introdução geral à obra e, em seu primeiro capítulo, dedica-se à explicação histórica do desenvolvimento das deitas judaicas, desde os Samaritanos até aquelas de seus dias. Afirma que o judaísmo rabbanita é uma seita fundada por Jeroboam I ainda que não apareça até o final do segundo templo.

Comments