verbo 14 - galeria vermelho (impulsos imitativos)



A instalação é composta por peças de origem militar, como um megafone danificado, um par de botas com outra forma de amarração do cadarço e louças oficiais do exército sustentadas por uma máscara anti-gás. Além de uma referência das primeiras camuflagens, há apropriação de fotos de época cujos retratados são reduzidos a protótipos de soldadinhos de chumbo. Os refugos de materiais usados para a construção desses modelos são fixados por meio de pranchetas e revelam novos personagens, mas mutilados, quando observados os campos vazados. Dentre objetos do universo civil, um fichário de mesa é usado sob uma outra orientação de modo a remeter aos capacetes da tropa de choque; uma maquete de carrossel em papel composta por imagens de cavalaria, força armada e polícia montada, reforça a ideia de círculo vicioso e sem destino; e o tom de retrocesso é reforçado por um relógio com mecanismo de funcionamento em sentido anti-horário. Somam-se criações vindas de pesquisas em cima de guias de primeiros socorros do exército brasileiro de diversos períodos: um vídeo em que duplas (uma de ex-soldados e outra que não serviu ao exército) reproduzem os procedimentos de salvamento; e a disponibilização de um capítulo na íntegra que foi retirado devido à ditadura militar e que não retornou mesmo com a redemocratização na década de 1980.

2019
- Memorial Municipal Getúlio Vargas - curadoria de Shannon Botelho - Rio de Janeiro - RJ
- CâmeraSete/ Fundação Clóvis Salgado - Edital de ocupação 2019 - curadoria de Alexander Santiago - Belo Horizonte - MG

 2018
14ª Mostra Verbo (Galeria Vermelho/ Galpão Videobrasil)/ São Paulo - SP

- IX Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia/ Belém - PA
- 9º Salão dos Artistas sem Galeria. Galeria Sancovsky e Zipper Galeria. São Paulo/ SP

2017