DESTAQUES‎ > ‎

Ecologia


Arquivo Cabedelo Notícia
 
 
Ativistas dos direitos dos animais do grupo "Igualdade Animal" fizeram uma manifestação em Barcelona, Espanha, em frente à Catedral de Barcelona, durante o "Dia sem Carne". Manifestantes simularam embalagem de carne crua encontrado em supermercados, cobrindo modelos humanos com sangue falso e folhas de plástico, em uma tentativa de conscientizar e mover as pessoas a parar de comer carne. 
 
Jornal publica fotos de foca-leopardo devorando pinguim na Antártica

Imagens foram feitas em 2009 por militar israelense e divulgadas agora.
Mamíferos comem até 12 aves por dia, além de krill, lulas e peixes.

Uma foca-leopardo foi vista abocanhando um pinguim na Península Antártica, segundo imagens divulgadas nesta sexta-feira (25) pelo site do jornal britânico "Daily Mail".

As fotos foram feitas em 2009 pelo militar israelense Amos Nachoum, de 63 anos. A cena se passa nas águas de Porto Lockroy, na costa noroeste da Ilha Wiencke, onde há muitas colônias de pinguins. Veja mais


Conheça a maior coleção online de sons da natureza


Quer um pouco de contato com a natureza sem ter que sair do computador? Gosta de dormir ouvindo sons de baleias? Então essa notícia é pra você. A Universidade Cornell, dos Estados Unidos, digitalizou seus arquivos de sons da natureza e publicou online.

A coleção reúne mais de 150 mil gravações de áudios coletados desde 1929. E você pode ouvir tudo isso no site da biblioteca Macaulay Library, do Laboratório de Ornitologia da Universidade.

São mais de 9 mil espécies representadas e os arquivos somam mais de 10 terabytes de informação. “Nossa coleção de áudio é a maior e a mais antiga do mundo. Agora ela também é a mais acessível”, afirmou o diretor da biblioteca Mike Webster ao site Dvice. SUPER

9 animais que você deveria temer

Você sabe que deve evitar ficar frente a frente com leões, que não deve mexer com jacarés e que é melhor se fingir de morto caso dê de cara com um urso. Mas, enquanto alguns animais soletram PERIGO, outros (possivelmente ainda mais letais) se escondem por trás de uma aparência indefesa. Não se deixe enganar pela cara fofinha, tamanho diminuto, cores vibrantes ou pela fama de bonzinho – listamos 9 animais que você deveria temer:


1. Peixe-balão
Se for dar um mergulho, fique atento: não é só dos tubarões que você deve manter distância. O fundo do mar é lar de muitos animais perigosos – e, surpreendentemente, o peixe-balão é um deles. Apesar de sua aparência fofinha e inflada, você não vai querer brincar com este membro da família da ordem dos tetraodontiformes. O peixinho é um dos vertebrados mais venenosos do planeta. Sua toxina (chamada tetrodoxina) é mais de mil vezes mais mortal que o cianureto. Apesar do veneno estar concentrado principalmente no fígado do animal, pode se espalhar para a pele. Isso não impede que os japoneses sirvam o peixe no jantar – o animal é considerado uma iguaria no país. Mas é melhor não tentar isso em casa: caso o prato seja cozinhado de forma errada, pode ser também a sua última refeição.


2. Elefante
A simpática tromba e as orelhas fartas contribuem para que os elefantes sejam considerados animais amigáveis. Mas a verdade é que eles podem ser muito mais perigosos do que se imagina. O maior animal terrestre pode ser bastante agressivo em relação ao homem: eles foram responsáveis por mais de 500 mortes na Índia entre os anos de 2000 e 2006. Caso encontre um elefante por aí, fica a dica: não assuste o animal.

3. Macacos

Se você é fã de Friends, talvez se lembre do episódio em que Ross precisa dar adeus ao seu amado macaquinho, Marcel. A trama não foi apenas uma estratégia dos roteiristas para arrancar algumas lágrimas: é ilegal ter um macaco de estimação, e há boas razões para isso. Além de se tornarem mais agressivos em um ambiente em que não convivem com outros animais da mesma espécie, a mordida do animal pode transmitir vírus como hepatite A e B. O perigo é ainda maior quando se tratam de chimpanzés, orangotangos e gorilas – de grande estatura e fortes, eles podem ferir seriamente os humanos.


4. Mosquitos

Não, eles não são apenas incômodos. O mosquito é considerado uma das criaturas mais perigosas do planeta por servir como vetor para a transmissão de um grande número de doenças – entre elas a dengue, malária, febre amarela, elefantíase e o vírus do Oeste do Nilo, perigosa condição que afeta o sistema nervoso central. Estima-se que os mosquitos sejam responsáveis por causar mais de 2 milhões de mortes por ano. Saiba mais

Foca mostra dentes afiados para fotógrafo no mar
Imagem foi feita por Adam Handlon perto de ilhas inglesas.
Bicho nadou várias vezes em direção à câmera.
Foca mostra seus dentes ao fotógrafo (Foto: Adam Hanlon/Caters)


Focas geralmente são tidas como animais simpáticos e brincalhões. Na imagem abaixo, no entanto, o fotógrafo Adam Hanlon flagrou esse mamífero de um ângulo menos amigável. O animal carnívoro mostrou seus dentes afiados, com os quais devora peixes e outros bichos no mar.

A foca, no entanto, não estava querendo atacar Hanlon: repetidas vezes, ela e outra companheira nadaram em direção à câmera, talvez por curiosidade. O flagrante foi feito perto das Ilhas Farne, na Inglaterra.

Imagem foi feita perto de ilhas inglesas (Foto: Adam Hanlon/Caters)
G1


Leões africanos estão à beira da extinção, aponta relatório

Restaram 645 leões selvagens na África Ocidental e Central, diz LionAid.
Espécie está extinta em 25 nações; na Nigéria, sobraram apenas 34 leões.

Leões africanos perderam parte de seu habitat nos últimos anos, aponta estudo (Foto: Arquivo/Carley Petesch/AP)

Um relatório divulgado pelo grupo de proteção LionAid aponta que os leões selvagens africanos estão à beira da extinção, após um declínio acentuado da população nos últimos anos. As informações são do site do jornal britânico "The Guardian".

Segundo o documento, restaram apenas 645 leões em estado selvagem na África Ocidental e Central. O relatório revela ainda que a espécie está extinta em 25 nações africanas e corre risco de extinção em outras dez.

Estima-se hoje existam 15 mil leões selvagens vivendo no continente como um todo, ante 200 mil há 30 anos. "Houve um declínio catastrófico nas populações de leões na África, principalmente na África Ocidental," disse o Dr. Pieter Kat, diretor da LionAid, em entrevista ao “The Guardian”. Saiba mais

Seis entre dez grandes empresas adotam medidas 'verdes', diz WWF             

Estudo diz que 102 de 171 companhias globais têm meta de reduzir CO2.
Adotar energia limpa também é objetivo para boa parte dos executivos.

painel solar (Foto: Reuters)

Um relatório divulgado pela organização ambiental WWF aponta que seis em cada dez das maiores empresas do mundo estão adotando medidas "verdes", como reduzir a emissão de CO2, metano e outros gases-estufa, ou utilizando mais fontes de energia limpa, como painéis solares.

Através de mais de 20 entrevistas com executivos e análise de dados sobre diversos setores econômicos, o relatório concluiu que as práticas de energia limpa estão se tornando padrão para algumas das empresas mais rentáveis do mundo.

Saiba mais

África do Sul cria orfanato de rinocerontes para salvar espécie

No local, animais recebem cuidados e não estão sujeitos à ação de caçadores ilegais.

Rinocerontes (Foto: Reprodução/BBC)

O ano que passou foi um ano terrível para a população de elefantes da África do Sul. Um total de 633 mortes dos animais foram registradas, um número recorde que deixou preservacionistas alarmados.

Caçadores ilegais têm rinocerontes como alvo os chifres dos animais, considerados afrodisíacos por religiões tradicionais. Assim, vários filhotes dos animais acabam ficando órfãos. Foi esse o motivo que levou a África do Sul a criar o primeiro orfanato mundial de rinocerontes (veja o vídeo). G1

Barbatanas de tubarão são postas para secar em telhado de Hong Kong
Fotos mostram milhares de barbatanas sobre fábrica na Ásia.
Ambientalistas condenam comércio dessa parte muito apreciada do peixe.

Hong Kong é considerada a capital da barbatana de tubarão (Foto: AFP)

Fotos divulgadas por agências internacionais nesta quarta-feira (2) mostram milhares de barbatanas de tubarão colocadas para secar ao sol sobre o telhado de uma fábrica em Hong Kong. A barbatana é um alimento muito apreciado para fazer sopas na China.

Foto mostra barbatanas sobre fábrica em Hong Kong (Foto: AFP) No entanto, ambientalistas têm se preocupado com o que consideram ser um excesso de pesca desse tipo de peixe. Hong Kong é considerada a "capital da barbatana de tubarão", mas ativistas ambientais defendem que o comércio dessa parte do peixe deixe de existir.

No Brasil, já é proibida a prática do "finning", que consiste em pescar o tubarão, cortar sua barbatana e devolvê-lo ao mar, onde acaba morrendo. G1

Quase 600 rinocerontes são mortos por caçada ilegal na África, diz WWF
Mortes foram registradas entre janeiro e novembro deste ano, afirma ONG.
Para coordenador, animais podem sumir da natureza africana em dez anos.

Rinoceronte que vive no Parque Nacional Kruger, na África do Sul. Ao menos 588 deles foram mortos neste ano (Foto: Divulgação/Universidade de Virgínia)

Ao menos 588 rinocerontes foram mortos na África ao longo de 2012, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (28) pela organização ambiental WWF. O número equivale a aproximadamente dois animais vítimas de caçadores por dia entre janeiro e novembro deste ano, ainda de acordo com números da instituição.

Para o coordenador do Programa de Preservação dos Rinocerontes Africanos da WWF, Joseph Okori, os espécimes selvagens dos animais podem ser extintos da natureza em dez anos se a caça não for contida. Na África do Sul, principalmente, o rinoceronte é cobiçado por seus chifres, diz a organização, em nota. Saiba mais
Pesquisador do Butantan descobre 9 espécies de aranhas caranguejeiras
Novas espécies habitam árvores em diferentes regiões do Brasil.
Descobertas foram publicadas na revista 'ZooKeys'.

'Typhochlaena costae', tarântula encontrada em Palmas, no Tocantins, segundo o estudo (Foto: Reprodução/'ZooKeys')

Um pesquisador do Instituto Butantan, sediado em São Paulo, descobriu nove espécies novas de aranhas caranguejeiras brasileiras, naturais de vegetações de Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga. O estudo com a descrição dos animais foi publicado na última semana no periódico "ZooKeys".

As espécies, pertencentes a três gêneros distintos, são Typhochlaena amma, Typhochlaena costae, Typhochlaena curumim, Typhochlaena paschoali, Pachistopelma bromelicola,Iridopelma katiae, Iridopelma marcoi, Iridopelma oliveirai e Iridopelma vanini. Saiba mais
Golfinho consegue ficar alerta por, no mínimo, 
15 dias
Capacidade de dormir com apenas um lado do cérebro de cada vez faz com que animais consigam responder a estímulos do ambiente durante todo o período, 
sem demonstrar fadiga
Famíla de golfinhos Nariz-de-Garrafa, no aquário Hakkeijima Sea Paradise, em Yokohama
Uma nova pesquisa publicada nesta quarta-feira na revista PLOS ONE mostrou que o golfinho é capaz de permanecer alerta por 15 dias seguidos, sem dar nenhum sinal de fadiga. E isso não quer dizer que o animal permaneça o tempo inteiro acordado. Na verdade, os golfinhos possuem uma habilidade conhecida como sono uni-hemisférico - eles são capazes de dormir com uma metade do cérebro de cada vez. Enquanto um hemisfério cerebral descansa, o outro permanece alerta. Saiba mais
Contra crueldade animal, grupo posa com 100 bichos mortos em protesto
Ativistas se emocionaram durante o ato polêmico em Melbourne, Austrália.
Organização ALV mostrou cadáveres de porcos, ovelhas e até cangurus.

Grupo protesta com animais mortos em cidade australiana (Foto: AFP/Animal Liberation Victoria)

Um grupo de 100 membros da organização Liberação Animal Victoria (ALV, na sigla em inglês), realizou nesta quarta-feira (10) um polêmico protesto em Melbourne, na Austrália. Os ativistas fizeram um memorial solene segurando 100 animais mortos, entre ovelhas, porcos, cangurus, galinhas e peixes.

O propósito do ato era chamar a atenção para o sofrimento dos animais na sociedade em que vivemos. Muitos dos animais foram encontrados por uma equipe da organização já mortos ou à beira da morte, abandonados em fazendas de criação para abate ou atropelados em vias da região.
Comments