História


A ABEn AL foi criada em 23 de março de 1963 por um grupo de enfermeiras que trabalhavam no estado de Alagoas lideradas por D. Isabel Colquhoun Macintyre. Desde então, com maior ou menor visibilidade, vem contribuindo para o desenvolvimento científico, político, técnico e social da Enfermagem alagoana, dentro dos princípios éticos, que sustentam as ações do conjunto das ABEn’s estaduais e a Nacional. Nos grandes embates da categoria a ABEn-AL tem se feito presente, discutindo, defendendo posições coerentes com seus princípios estatutários e sustentando decisões compartilhadas com as demais instâncias da categoria.

No início da década de 70 participou ativamente da instalação do Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas em 1974, com quem rompeu relações a partir do ano de 1998. 

Em torno de 1979 a ABEn-AL adere ao Movimento Participação tendo como principal liderança a enfermeira Norací Pedrosa Moreira, fundadora, no início dos anos 80 da Associação Pré-Sindical dos Enfermeiros de Alagoas – APENAL, a qual deu origem origem, em 1985, ao Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Alagoas - SINEAL. Neste período foi participante ativa do Movimento Unificado dos Trabalhadores de Saúde, lutando pela concretização do SUS em Alagoas. 

Na década de 90 a ABEn-AL desenvolveu excelente trabalho com as escolas de enfermagem existentes à época, tanto de ensino médio quanto universitário e participou ativamente da construção da proposta da ABEn Nacional de diretrizes curriculares para o ensino de Enfermagem da ABEn Nacional que resultaram nas atuais Diretrizes preconizadas pelo MEC. Ao mesmo tempo participou das lutas pelo SUS, dos muitos movimentos pela isonomia salarial dos trabalhadores da saúde e outras causas sociais.

Conheça mais sobre a entidade: Estatuto da Associação Brasileira de Enfermagem.

Exibindo 0 Item
Classificar 
 
Exibindo 0 Item
Comments